Nosso comprometimento é com o seu sucesso.

Ao optar pelo Modelo de Sucesso Compartilhado, o MSC, você tem a opção de começar a pagar pela formação apenas quando estiver trabalhando e recebendo uma remuneração mensal mínima.

Entenda o MSC
Agora você pode ter acesso a uma educação de qualidade.

Com o MSC, você só começa a pagar pela formação quando já estiver trabalhando.

Como funciona:
1

Você não paga nada para a Trybe enquanto não possuir uma remuneração mínima de R$3.000,00 por mês (valor corrigido anualmente pelo IPCA - entenda mais aqui!);

2

Você pagará 17% da sua remuneração para a Trybe, por mês. Enquanto sua remuneração não atingir esse patamar mínimo, você não deve nada à Trybe.

3

Se você parar de trabalhar, o pagamento é suspenso até que você volte a ter a remuneração mensal mínima.  A Trybe só ganha enquanto você também estiver ganhando.

Veja como é na prática
Seu pagamento termina quando uma dessas duas coisas acontece:

O valor das suas parcelas totalizar R$36.000,00 (corrigidos anualmente pelo IPCA);

Quando completar 5 anos da sua formatura.

É isso mesmo. Se você não conseguir um  trabalho, você não precisa pagar a Trybe.

Mas, não se preocupe, temos um time totalmente dedicado ao seu sucesso profissional e, hoje, 91% das pessoas formadas já estão trabalhando em até 3 meses após a formatura. Esse número é atualizado 90 dias após a conclusão de cada turma.

Quero me inscrever
É muito bom
pra ser verdade
e é verdade.
Douglas Eduardo
Turma 01
Contratado pela Localiza

“O MSC foi um grande diferencial para o meu sucesso. Nesse modelo, o sucesso da Trybe depende do nosso  e essa máxima é única. Sem isso, não seria possível!”

Ver mais depoimentos
Confira as outras opções de pagamento da Trybe além do MSC:
Forma de Pagamento
Valor
Quando
ao longo da formação
10 x R$2.000,00
mensalmente
à vista
R$18.000,00
30 dias após o início do curso
Principais dúvidas sobre o Modelo de Sucesso Compartilhado (MSC)
O que é o Modelo de Sucesso Compartilhado?

O Modelo de Sucesso Compartilhado é uma opção de pagamento oferecida pela Trybe para que pessoas que tenham interesse em estudar na escola possam começar a pagar somente após conseguir uma remuneração mínima de, atualmente, R$3.000,00 por mês (valor atualizado anualmente pelo IPCA).

Ao atingir a remuneração mensal mínima, quem opta pelo MSC deverá pagar 17% da sua remuneração até atingir o valor de R$36.000,00, atualizado anualmente pelo IPCA ou transcorridos 5 anos da data da sua formatura na Trybe, o que acontecer primeiro.

Se eu receber uma proposta de uma empresa em que eu não queira trabalhar, a Trybe me obriga a aceitar?

Definitivamente não! Um dos principais valores da Trybe é o foco nas pessoas e isso estaria indo contra tudo que acreditamos.

Você tem total liberdade para escolher a melhor oportunidade de trabalho para você. Além disso, nossa equipe continuará trabalhando para gerar mais oportunidades de qualidade para sua carreira.

Caso eu não consiga uma renda mínima de R$3.000,00 mensais, como pagarei a Trybe?

Com o Modelo de Sucesso Compartilhado, você não precisa pagar nada até conseguir uma remuneração mínima de, atualmente, R$3.000,00 por mês.

É isso mesmo. Se você não conseguir um trabalho, você não precisa pagar a Trybe.

Mas, não se preocupe, temos um time totalmente dedicado ao seu sucesso profissional e, hoje, 91% das pessoas formadas já estão trabalhando em até 3 meses após a formatura. Esse número é atualizado 90 dias após a conclusão de cada turma.

O que acontece se eu perder o trabalho enquanto estiver pagando a Trybe?

Se você parar de trabalhar, não precisa pagar nada até conseguir novamente uma remuneração mínima de, atualmente, R$3.000 por mês.

Exceção será feita aos casos de demissão por justa causa ou término de contrato motivado por infração contratual grave, situações em que a Trybe poderá exigir o pagamento integral do saldo a pagar.

Se eu não conseguir um trabalho na área de tecnologia, mas conseguir um trabalho em outra área, ainda tenho que pagar a Trybe?

Você somente pagará à Trybe se, além de receber no mínimo R$ 3.000,00 mensais, a sua renda for atribuída, no todo ou em parte, aos pontos listados abaixo: 

Atividades relacionadas a desenvolvimento de software, desenvolvimento de produto, tecnologia da informação, ciência, engenharia e/ou análise de dados ou cyber security; serviços prestados ou produtos ou conteúdos fornecidos a empresa de tecnologia ou empresa que utilize a tecnologia como instrumento estruturante para desenvolvimento dos seus negócios; ou serviços prestados ou produtos ou conteúdos fornecidos a empresas que forem parceiras da Trybe por meio do nosso Hiring Partner Program; além de outras atividades que possam estar relacionadas aos conhecimentos adquiridos durante o período em que você frequentou a Trybe.

Se por algum motivo eu não quiser continuar na Trybe, tenho que pagar algo?

Caso você mude de ideia e desista do curso da Trybe em até 30 dias após o início das aulas, você não paga absolutamente nada.

‍Após os primeiros 30 dias de formação, caso você desista, será cobrado o valor proporcional ao número de meses em que esteve conosco, considerando-se nesse caso o valor máximo de R$36.000,00, corrigido anualmente pelo IPCA.

Por que o valor é diferente entre o Modelo de Sucesso Compartilhado e as outras opções de pagamento?

Em nosso Modelo de Sucesso Compartilhado, compartilhamos não apenas o sucesso com as pessoas que estudam com a gente, mas também corremos o risco junto delas!

Se elas não conseguirem remuneração acima do patamar mínimo após nossa formação, elas não precisam pagar nada. No MSC, só ganhamos quando elas ganham.

Já nos demais modelos de pagamento, cobramos o valor fixo e reduzido de 10 vezes de R$2.000,00 ou R$18.000,00 à vista.

Esse é o motivo da diferença. :)

O que significa a correção do IPCA?

O IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) é um indicador econômico oficial que mensura a inflação no país e é usado como referência para revisar/corrigir preços.

Na Trybe, usamos o IPCA para corrigir anualmente os valores relacionados ao Modelo de Sucesso Compartilhado. Isso inclui tanto o custo da formação quanto a remuneração mínima necessária para começar a pagar pelo curso. Esta é uma forma de dar mais segurança para o modelo, o que impacta tanto estudantes quanto a Trybe, já que não é apenas o custo da formação que é corrigido, mas também a remuneração mínima. Para melhor explicar, vamos usar um exemplo:

Se a pessoa estiver recebendo uma remuneração mensal de R$3.000,00 e não tiver aumento maior ou igual ao IPCA ao longo dos anos, ela para de pagar até atingir a remuneração mínima.