Salário de Full Stack: quanto ganha e o que faz

No Guia de Salários e Profissões, Full Stack está entre as profissões de tecnologia mais desejadas do mercado. Os profissionais da área chegam a ganhar até R$18.997,68 no Brasil.

remuneração no Brasil Valor calculado a partir da mediana. A utilização da mediana ao invés da média é para evitar distorções no valor final causadas por um pequeno número de salários muito altos ou baixos.

R$5.206,00/mês

Quanto ganha uma pessoa formada na Trybe?

Salário de Full Stack: quanto ganha e o que faz

O que faz um desenvolvedor full-stack?

Um desenvolvedor full-stack desenvolve páginas e aplicações para web, tanto a interface com o usuário (front-end), quanto o lado do servidor (back-end). Portanto, trata-se de um profissional com perfil mais abrangente e multidisciplinar no desenvolvimento web.

Desenvolvedores full-stack são capazes de criar a codificação completa de um site, desde a interface de páginas que proporcionem uma boa experiência de interação, até a comunicação com o banco de dados para atender às requisições do usuário.

O que faz um desenvolvedor full-stack?

Um desenvolvedor full-stack desenvolve páginas e aplicações para web, tanto a interface com o usuário (front-end), quanto o lado do servidor (back-end). Portanto, trata-se de um profissional com perfil mais abrangente e multidisciplinar no desenvolvimento web.

Desenvolvedores full-stack são capazes de criar a codificação completa de um site, desde a interface de páginas que proporcionem uma boa experiência de interação, até a comunicação com o banco de dados para atender às requisições do usuário.

Como atua um desenvolvedor full-stack?

Um desenvolvedor full-stack atua nas duas pontas do desenvolvimento web: front-end e back-end. Por ter uma compreensão 360 graus do projeto, é um profissional essencial para a engrenagem do time de tecnologia.

Seu desafio, no entanto, é justamente agregar todas as habilidades necessárias para lidar com projetos completos. É preciso ter um perfil mais abrangente e acompanhar os projetos do início ao fim.

Como atua um desenvolvedor full-stack?

Um desenvolvedor full-stack atua nas duas pontas do desenvolvimento web: front-end e back-end. Por ter uma compreensão 360 graus do projeto, é um profissional essencial para a engrenagem do time de tecnologia.

Seu desafio, no entanto, é justamente agregar todas as habilidades necessárias para lidar com projetos completos. É preciso ter um perfil mais abrangente e acompanhar os projetos do início ao fim.

Quanto ganha um full-stack?

remuneração no Brasil Valor calculado a partir da mediana. A utilização da mediana ao invés da média é para evitar distorções no valor final causadas por um pequeno número de salários muito altos ou baixos.

R$5.206,00/mês

Full Stack é uma das profissões mais valorizadas na área de tecnologia com remuneração de R$5.206,00.

Segundo o Glassdoor, o piso salarial de Full Stack gira em torno de R$1.174,58 para posições mais juniores e o teto salarial é de cerca de R$18.997,68 para posições mais seniores.

Fonte: Glassdoormediana salarial da profissão no Brasil

mediana salarial da profissão no Brasil

Full Stack é uma das profissões mais valorizadas na área de tecnologia com remuneração de R$5.206,00.

Segundo o Glassdoor, o piso salarial de Full Stack gira em torno de R$1.174,58 para posições mais juniores e o teto salarial é de cerca de R$18.997,68 para posições mais seniores.

Fonte: Glassdoor

Buscando iniciar uma carreira em tecnologia?

na Trybe você pode!

saiba mais

Principais atividades e tópicos para estudos

O que faz um desenvolvedor full-stack no dia a dia?

  • Desenvolver sites completos
  • Escrever códigos de programação
  • Consultar bancos de dados
  • Identificar requisitos do projeto
  • Realizar testes de aplicações

O que é necessário estudar para ser desenvolvedor full-stack?

  • Linguagens de front-end e back-end
  • Bancos de dados
  • User Experience (UX)
  • SEO técnico
Principais atividades e tópicos para estudos

O que faz um desenvolvedor full-stack no dia a dia?

  • Desenvolver sites completos
  • Escrever códigos de programação
  • Consultar bancos de dados
  • Identificar requisitos do projeto
  • Realizar testes de aplicações

O que é necessário estudar para ser desenvolvedor full-stack?

  • Linguagens de front-end e back-end
  • Bancos de dados
  • User Experience (UX)
  • SEO técnico

Em que tipos de projetos e empresas um desenvolvedor full-stack trabalha?

Desenvolvedores full-stack participam de projetos de sites e páginas para web. Por atuarem tanto no front-end quanto no back-end, são procurados por empresas que buscam profissionais mais completos. Mas, como toda empresa precisa de soluções para a web, seu campo de atuação é bastante abrangente.

Em que tipos de projetos e empresas um desenvolvedor full-stack trabalha?

Desenvolvedores full-stack participam de projetos de sites e páginas para web. Por atuarem tanto no front-end quanto no back-end, são procurados por empresas que buscam profissionais mais completos. Mas, como toda empresa precisa de soluções para a web, seu campo de atuação é bastante abrangente.

Como começar na área?

Para quem deseja começar estudar para trabalhar como full-stack, é necessário saber por onde começar. O setor de tecnologia cresceu muito no Brasil nos últimos anos e há inúmeras oportunidades no setor. Com o aquecimento do mercado, surgiram diversas opções de cursos (online ou presenciais, pagos ou gratuitos), como o da Trybe, que são reconhecidos pelo mercado.

O curso de desenvolvimento web da Trybe, por exemplo, é uma formação completa em programação, que ensina os alunos a programar do zero e habilita os profissionais a se colocarem no mercado em posições bastante valorizadas.

Como começar na área?

Para quem deseja começar estudar para trabalhar como full-stack, é necessário saber por onde começar. O setor de tecnologia cresceu muito no Brasil nos últimos anos e há inúmeras oportunidades no setor. Com o aquecimento do mercado, surgiram diversas opções de cursos (online ou presenciais, pagos ou gratuitos), como o da Trybe, que são reconhecidos pelo mercado.

O curso de desenvolvimento web da Trybe, por exemplo, é uma formação completa em programação, que ensina os alunos a programar do zero e habilita os profissionais a se colocarem no mercado em posições bastante valorizadas.

Quanto ganha quem se forma na Trybe?

remuneração de pessoas formadas Valor calculado a partir da mediana salarial de 406 pessoas que concluíram a formação em desenvolvimento web da Trybe até dezembro de 2021.

R$ 4.500,00/mês

Os dados de renda relatados aqui correspondem apenas às pessoas que se formaram na Trybe via MSC (Modelo de Sucesso Compartilhado).MSC é a sigla para Modelo de Sucesso Compartilhado. Essa modalidade de pagamento permite que a pessoa estudante da Trybe pague pela formação apenas quando estiver trabalhando.

A base de usuários utilizada corresponde a 406 pessoas formadas na Trybe. Essas pessoas passam por um processo mensal de verificação de trabalho e renda através do qual acompanhamos onde estão trabalhando e como andam seus avanços na carreira.

  • Norte
    R$ 4.000
  • Nordeste
    R$ 4.232
  • Centro-oeste
    R$ 4.536
  • Sudeste
    R$ 4.536
  • Sul
    R$ 4.606

mediana salarial de pessoas formadas na Trybe

Os dados de renda relatados aqui correspondem apenas às pessoas que se formaram na Trybe via MSC (Modelo de Sucesso Compartilhado).MSC é a sigla para Modelo de Sucesso Compartilhado. Essa modalidade de pagamento permite que a pessoa estudante da Trybe pague pela formação apenas quando estiver trabalhando.

A base de usuários utilizada corresponde a 406 pessoas formadas na Trybe. Essas pessoas passam por um processo mensal de verificação de trabalho e renda através do qual acompanhamos onde estão trabalhando e como andam seus avanços na carreira.

Fonte: Panorama da Carreira Tech - Carreira Trybers 2020/2021

Panorama da Carreira Tech

Explore a evolução de carreira e renda das pessoas formadas em desenvolvimento de software na Trybe

Baixar relatório

Profissões similares na área de Tecnologia

Conheça mais profissões que podem ser a porta de entrada para sua carreira em tecnologia.